21 de abril de 2011

Pombal assinala Abril

Desporto, música e uma palestra marcam as comemorações do 37º aniversário da Revolução dos Cravos em Pombal. Numa altura onde se assiste, perigosamente, ao aumento do saudosismo Salazarista e ao reflorescimento de ideais totalitários, esta iniciativa da Câmara Municipal assume particular relevância.



Assim de repente


Perspectiva perfeitamente lógica para quem chegasse a Portugal agora. Serão loucos estes gauleses?

19 de abril de 2011

Acordem-me quando for a hora!

Cavaco afirma que há horas para falar e horas para calar. Curiosamente, desde que acorda até que "desferra do serviço", tem sido sempre hora de silêncio. Felizmente, ainda vai dizendo que "agora não é hora de falar...", de outra forma, já nem lhe conhecia a voz. E tão interventivo ele estava durante a campanha, lembram-se?


O descrédito dos politicos tem qualquer coisa de "populista", mas infelizmente, tem muito mais de "evidente". E começa por cima, claro. Pelo mais representativo, o n.º1. "El mudo"!


Para candidato a n.º 2, temos "El Nobre". E nem vou comentar, porque a continuar esta senda, tinha reparos a fazer até ao século XXX. Fica só o apelo a alguma decência. Vamos ter candidatos de Pombal em várias listas (mais que PS e PSD, contaram-me), espero que estes alinhem por cima. Apesar de os termos de comparação (os outros políticos) não serem muito ambiciosos...

18 de abril de 2011

Para que serve um deputado, afinal?

Ando divertida com os comentários do engº Rodrigues Marques, lá isso ando. E com o júbilo dele pelo sexto lugar do Pedro Pimpão (que esteve muito bem ao leme do festival da juventude, este fim de semana). É que me diverte esta coisa de fazer de conta que um deputado indicado por Pombal (o que até não é bem o caso...) nos há-de valer de alguma coisa mais que propor projectos para a elevação a vila desta ou daquela aldeia, agora que as freguesias tendem a fundir-se e não a multiplicar-se. Que chatice. É por isso que tanto faz. O engº há-de lembrar-se do que lhe disse Chico da Barosa, essa figura mítica do PSD de Leiria, nos idos de 90. Ou de quando, mais tarde, indicou Ofélia Moleiro em vez de Diogo Mateus. Sendo assim, a indicação de nomes certeiros para a lista de Leiria na Assembleia da República, talvez tenha apenas a função de aquilatar o peso de cada concelhia. Coisa interna, então. Quer isto dizer que já não contamos para o totobola, quanto mais para o euromilhões. Dúvidas de que este sistema tem de mudar rapidamente? No PSD o lugar pode vir a ser elegível, se um ou dois elementos saltarem para o Governo. No PS - ui!, o PS! - entre mortos e feridos talvez João Coelho e o seu honroso 9º lugar nem precise de escapar. Mas é bom ir na lista. É sempre bom ir. Na lista. Também seria bom se fosse alguém pelo CDS. Ficava bem. E pela CDU e pelo BE. Mas para quê, senhores?

14 de abril de 2011

Manuel Domingues dixit (II)

Ao dedicar-se ao “interessante exercício” de “digitar o nome próprio completo no Google e acompanhar o resultado”, que algumas mentes perversas tendem a comparar com a atitude de Narciso ao contemplar-se nas águas, Manuel Domingues destacou, na edição de O Correio de Pombal do dia 7 de Abril, uma referência que aqui fiz a um artigo seu. Diz, a esse propósito, que as questões discutidas na blogosfera ficam “suspensas no ar, qual satélite gravitando teimosamente em volta da Terra”. Concordo, e como não desejo o mesmo destino às que são afloradas nos jornais, aqui fica o meu comentário relativamente a algumas das suas perplexidades.

Manuel Domingues não entende porque olhei apenas para a orla do PSD, e não para o seu interior, ao procurar alguém com perfil para ser o próximo Presidente da Câmara. Para além de ter dificuldade em definir essa fronteira, parece-me óbvio que os militantes que se deixam prender pela gravidade partidária não têm o perfil todos desejamos (“vistas largas”, “ideias claras sobre o modo como a Câmara pode ser o motor do desenvolvimento da economia”, “forte visão cultural”, etc). Acha igualmente curioso que não tenha olhado para o PS. Essa não entendo: quem conhece Pombal sabe que o futuro presidente da Câmara Municipal será sempre o candidato do PSD.


Termino dando a mão à palmatória: a questão que coloquei na altura e que ficou sem resposta (“estará Manuel Domingues a candidatar-se a candidato?”) era completamente destituída de sentido. Quatro meses e meio depois dou - muito “naturalmente” - razão a Manuel Domingues e reconheço que não tem o perfil que erradamente lhe queria atribuir. As minhas desculpas.


(Versão reduzida de um texto publicado na edição de hoje de O Correio de Pombal)

12 de abril de 2011

1001 formas de farpear

Esta é a nossa 1001ª farpa. Tendo em conta que existimos há (quase) três anos, conseguimos a interessante média de uma por dia. Não nos podem acusar de fraca produtividade.

Vermoil vence em Vigo


Depois de anos a acumular sucessos nacionais, o Atlético Clube de Vermoil vence agora em Espanha. Parabéns!

7 de abril de 2011

CLASSIFICADOS #3

Procura-se Candidato independente à Câmara Municipal de Pombal Com disponibilidade aos fins-de-semana Requisitos: - Sem amarras partidárias; - Sem interesses pessoais a defender; - Capaz de assumir responsabilidades; - Capaz de congregar pessoas e de trabalhar em equipa; - Com mais vontade de "ficar" do que de "ir".

6 de abril de 2011

É desta

Leia aqui a crónica de um resgate anunciado...

A desconfiança

O artigo que acabei de ler no blogue da SEDES refere a desconfiança interpessoal como um grave problema nacional. Concordo totalmente com essa tese. Como desconfiamos de todos, procuramos refúgio num sistema altamente burocrático, terreno fértil para toda a espécie de corrupção.


Citando o autor, “a baixa confiança interpessoal pressiona o regime a evoluir na direcção de uma cultura política autoritária e subordinada”. Esta cultura está já de tal forma enraizada entre nós, que achamos normal que os partidos políticos se organizem ao melhor estilo mafioso e não nos incomodam frases como a que Narciso Mota proferiu a propósito da nomeação de João Vila Verde para gerir o gabinete de divulgação de cursos da ETAP, em 2009: “se não ajudarmos as pessoas amigas, mal vai a nossa sociedade”.


Mas este não é um problema dos políticos; é um problema de todos nós. Cabe-nos a todos denunciar as “famílias”, os “padrinhos”, as “capelinhas” e restaurar a confiança no país (se é que alguma vez a tivemos) e em cada um dos nossos concidadãos. É essa também a missão do Farpas.

5 de abril de 2011

CLASSIFICADOS #2

Político c/ pouco uso oferece-se para lugar (elegível) em lista para as legislativas. - S/ carta de condução; - Boa mobilidade dos membros posteriores; - Facilidade em acatar ordens; - Disponibilidade para ausências prolongadas da sua residência.

4 de abril de 2011

Ulisses

Chega nova produção do Teatro Amador de Pombal. Um "Ulisses" que vai encantar gente de todas as idades. Acreditem-me, que eu já vi um ensaio. Estreia no próximo fim-de-semana, no Teatro Cine de Pombal. E prova que em Pombal ainda acontecem coisas de qualidade e com méritos da terra. Muito bem!

3 de abril de 2011

Campeões?

O FCP acaba de conquistar o título na Luz, e contrariando o nome da "catedral", houve súbita falha eléctrica no estádio. Em compensação, o sistema de rega funciona às mil maravilhas. Na vitória e na derrota, há quem se agigante para fora de si mesmo, e quem se apequene esmagado por tanta mesquinhez. Não restam dúvidas, há quem goste de pedradas na auto-estrada, tanto que se esforça por perpetuar este tipo de situações. Ou dito por outras palavras, quem viva de luzes apagadas e por isso não consiga ver mais que o seu umbígo vaidoso. É também destes pormaiores que se vai fazendo a história de um povo!

CLASSIFICADOS #01

Partido de grande implantação nacional, recruta para os seus quadros: - Político profissional (c/s experiência) para cargo a desempenhar em Lisboa. Requisitos: - Sem problemas ósseas na coluna vertebral; - Experiência como contorcionista (prefer.) Oferece-se: - Remuneração acima da média - Perspectiva de carreira - Regalias sociais diversas

2 de abril de 2011

Turismo em Terras de Sicó

Para quem não conhecia, deixo o convite à visita a este site , enquanto pretexto para se (começar a?) pensar o turismo nesta região. Uma discussão que urge...

Agora é que a CP vai faturar!

Estão previstas várias viagens Lisboa-Pombal ou Pombal-Lisboa, no dia 5 de Junho.
Uns regressam, outros partem. Lamentavelmente, a politica concelhia corre o risco de sofrer com as "náuseas" deste embalo ferroviário.
Durante este mês de Abril, muitos irão estar mais atentos ao telemóvel que a tudo o resto. Mas não vale a pena: no "Farpas" é que estão as novidades! :)
Atente-se aos classificados no próximo mês.

1 de abril de 2011

Se não fosse dia 1º de Abril...


Quase que acreditei. Depois lembrei-me que era uma "esmola" demasiado grande e contra-corrente.

Presidente, mas pouco


Entra hoje em funções o novo presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Leiria-Pombal. O cargo foi atribuído, como se sabe, a Hélder Roque, presidente do Hospital Santo André, em Leiria, e mandatário distrital do PS nas últimas eleições legislativas. Atendendo à previsível mudança de governo e ao vergonhoso fascínio luso pelos cargos de confiança política (leia-se “jobs for the boys”), aposto que iremos ter um novo presidente dentro de muito pouco tempo…

Ofélia Moleiro e José Gomes Fernandes filiam-se no CDS-PP

É o reforço de primavera que faltava ao partido, em Pombal. A ex-deputada do PSD Maria Ofélia Moleiro e o ex-presidente da concelhia laranja José Gomes Fernandes acabam de filiar-se no CDS-PP. A exemplo do que já acontecera no passado com José Carlos Monteiro e com Eliseu Ferreira Dias, os dois bateram com a porta, na sequência de divergências com o presidente da Câmara, Narciso Mota. O CDS deverá apresentar os dois novos militantes em conferência de imprensa, ainda durante este fim de semana. A não perder.